Ao IPIM cabe apoiar o Chefe do Executivo no estudo e na formulação da política económica, no que respeita à promoção do comércio externo, à captação de investimentos, ao desenvolvimento de convenções e exposições, à cooperação económica e comercial entre a China e os Países de Língua Portuguesa, entre outros projectos de cooperação externa, e à gestão do sector offshore, bem como implementar medidas favoráveis ao impulsionamento da respectiva concretização.

As competências principais do IPIM:

  • Promover o desenvolvimento e a diversificação das exportações de Macau, através da identificação de oportunidades comerciais e mercados potenciais;
  • Efectuar acções de promoção externa das exportações de Macau;
  • Conceder estímulos aos exportadores e apoiar acções de formação relativas às diferentes áreas do comércio internacional;
  • Prestar serviços de consultoria e assistência técnica aos exportadores do Território;
  • Promover Macau junto de potenciais investidores, divulgando as oportunidades de investimento;
  • Acolher e orientar os investidores, assegurando, através das estruturas e mecanismos internos adequados, o esclarecimento e encaminhamento das questões pertinentes à realização dos investimentos;
  • Acompanhar a evolução dos trâmites administrativos necessários à concretização e desenvolvimento dos investimentos, correspondendo-se, para o efeito, com os diversos serviços e organismos públicos intervenientes no processo e representando o investidor, mediante declaração expressa deste;
  • Emitir parecer sobre a concessão de terrenos para novos projectos industriais;
  • Propor acções de estímulo com vista ao desenvolvimento de novos investimentos, nomeadamente no sector dos serviços;
  • Colaborar com outros organismos oficiais responsáveis pela prossecução da política económica, com vista a assegurar uma conveniente articulação;
  • Organizar formas de acolhimento, de associação, bases de informação e oportunidades de contacto entre empresas do Território e potenciais investidores de outras zonas económicas, territórios ou países;
  • Cooperar com outras entidades, públicas e privadas, sediadas ou não em Macau, promovendo ligações, acordos ou associações que se revelem de utilidade para o exercício da sua actividade;
  • Promover a dinamização do sector offshore e efectuar o licenciamento e supervisão das instituições de serviços comerciais e auxiliares offshore, organizando os registos exigíveis e cobrando as taxas aplicáveis;
  • Promover o desenvolvimento de convenções e exposições;
  • Promover o papel da RAEM como plataforma de serviços para a cooperação económica e comercial entre a China e os Países de Língua Portuguesa.

O nosso objectivo
Promover o comércio externo e atrair investimento estrangeiro, impulsionar o desenvolvimento das relações comerciais entre Macau e outros países e territórios, procurando um entendimento mútuo e desenvolvendo uma cooperação amigável.

A nossa missão
Prestar uma gama de serviços de excelente qualidade no apoio aos empresários locais e estrangeiros: na realização dos seus objectivos num ambiente de negócios competitivo, na obtenção de informações atempadas, na análise da situação dos mercados e das oportunidades de negócios.

Os nossos valores

  • Envidar esforços no apoio à comunidade empresarial na concretização das oportunidades de mercado.
  • Providenciar serviços de informação de excelente qualidade.
  • Promover activamente o ambiente de negócios de Macau em prol do desenvolvimento económico local.