T1905-9-1

T1905-9-2

T1905-9-3

T1905-9-4
T1905-9-1

Date: 10 a 11 de Setembro de 2018

Foi dada continuidade às sessões promocionais subordinado ao tema “Conhecer as vantagens do ambiente de negócios de Macau: sessão de apresentação de oportunidades de negócio e do sistema financeiro com características próprias da Plataforma Sino-Lusófona”, que tiveram lugar em Guangzhou e Jiangmen na segunda quinzena de Agosto passado, com a realização de mais duas sessões, em 10 e 11 de Setembro do corrente ano, em Zhuhai e Zhongshan, respectivamente. As referidas duas sessões foram organizadas conjuntamente pelo Instituto de Promoção do Comércio e do Investimento de Macau (IPIM), pela Autoridade Monetária de Macau (AMCM) e pelos Serviços de Economia e Serviços de Finanças do Governo da Região Administrativa Especial de Macau, co-organizadas pelos Serviços do Comércio do Município de Zhuhai, pelo Gabinete Municipal para os Assuntos Externos e dos Chineses Ultramarinos (Gabinete Municipal para os Assuntos de Hong Kong e Macau) de Zhuhai, pelos Serviços do Comércio do Município de Zhongshan e pelo Gabinete Municipal para os Assuntos Externos e dos Chineses Ultramarinos (Gabinete Municipal para os Assuntos de Hong Kong e Macau) de Zhongshan, e contaram com o apoio da Federação Empresarial da China e dos Países de Língua Portuguesa, da Sociedade do Fundo da Cooperação para o Desenvolvimento China-Países de Língua Portuguesa, Limitada, e da Associação de Bancos de Macau (ABM). A realização das referidas sessões teve como objectivo dar a conhecer às outras cidades integradas na Grande Baía Guangdong-Hong Kong-Macau a Plataforma Sino-Lusófona e os serviços financeiros com características próprias, como meio para continuar a promover a construção de Macau como “Plataforma de Serviços Financeiros entre a China e os Países de Língua Portuguesa”.

No decorrer das duas sessões promocionais acima mencionadas, o Administrador da Autoridade Monetária de Macau (AMCM) e representante das entidades organizadoras, Dr. Vong Sin Man, afirmou no seu discurso que, no seguimento do lançamento gradual do planeamento e políticas de desenvolvimento da Região Metropolitana da Grande Baía Guangdong-Hong Kong-Macau, o Governo da Região Administrativa Especial de Macau encontra-se actualmente empenhado em desenvolver a indústria financeira com características próprias, assente na Plataforma de Serviços para a Cooperação Comercial entre a China e os Países de Língua Portuguesa, incluindo, nomeadamente, a locação financeira (leasing) vocacionada essencialmente para os mercados da China e dos Países de Língua Portuguesa, liquidação em Renminbi entre a China e os Países de Língua Portuguesa e gestão de fortunas, ao mesmo tempo que promove a cooperação na área financeira entre o Interior da China, Macau e os Países de Língua Portuguesa, com a realização de uma série de actividades inerentes para reforçar, continuamente, a cooperação na área financeira entre as partes intervenientes, incluindo a montagem do “Pavilhão de Serviços Financeiros com Características Próprias” e a realização do “Fórum de Serviços Financeiros com Características Próprias” durante o período da 23.ª Feira Internacional de Macau (MIF), esperando que as instituições financeiras sedeadas no seio da Grande Baía possam deslocar-se a Macau para participar no referido evento, criando, assim, mais oportunidades de negócio para a China e os países lusófonos.

Além disso, nas referidas sessões promocionais, os representantes do Instituto de Promoção do Comércio e do Investimento de Macau (IPIM), da Autoridade Monetária de Macau (AMCM), da Direcção dos Serviços de Finanças da RAEM, do Fundo da Cooperação para o Desenvolvimento China-Países de Língua Portuguesa, e da Associação de Bancos de Macau usaram respectivamente da palavra, para apresentar o ambiente de investimento de Macau e as vantagens da construção da plataforma sino-lusófona, da Plataforma de Serviços Financeiros entre a China e os Países de Língua Portuguesa e do sistema financeiro com características próprias, a política fiscal de Macau, as perspectivas do Fundo da Cooperação para o Desenvolvimento China-Países de Língua Portuguesa, e as operações de liquidação em Renminbi entre a China e os Países de Língua Portuguesa.

Participaram nos referidos eventos em Zhuhai e Zhongshan acima de 210 pessoas, os quais fizeram entusiasticamente perguntas durante a sessão de comunicação interactiva. O Sr. Chen, residente de Zhuhai, que se dedica a actividades jurídicas e investimento transfronteiriço, afirmou que participara especificamente na referida sessão promocional em virtude de estar optimista sobre as perspectivas de desenvolvimento de Macau, tendo já, anteriormente, estabelecido uma empresa em Macau. Conforme o mesmo, o conteúdo da sessão promocional é bem-organizado, pelo que planeia tirar proveito das políticas financeiras favoráveis da RAEM, e frisou que irá acompanhar de perto a implementação de políticas adicionais. Além disso, mostrou-se interessado em identificar parceiros de cooperação adequados em Macau, com vista a explorar em conjunto o mercado de locação financeira. Por outro lado, o Sr. Zhuo, que exerce a sua actividade de cooperação económica e técnica com o exterior, em Zhongshan, após se ter inteirado sobre as diversas políticas e incentivos fiscais oferecidos por Macau, e sobre o Fundo da Cooperação para o Desenvolvimento China-Países de Língua Portuguesa, entende que os diversos países lusófonos localizados em África são dotados de potencial de desenvolvimento, pelo que irá estudar, cuidadosamente, a viabilidade de expandir negócios para esses países, com vista a agarrar as oportunidades geradas pela cooperação sino-lusófona.

Visita à Zhongshan Torch Financial Services Center e Zhongshan Financial Street, preparando o caminho para uma futura cooperação e intercâmbio

Durante o período de estadia em Zhongshan, as entidades organizadoras e de apoio deslocaram-se ao Subcentro de Alta Tecnologia Zhongshan Torch, adstrito ao Centro de Serviços Integrados de Ciência, Tecnologia e Finanças da Província de Guangdong, e ao Zhongshan Financial Street, localizado a oeste daquele município, para intercâmbio com as instituições de serviços financeiros daquela localidade, sobre inovação científica e financeira e incubação de startups da indústria financeira, entre outros assuntos, com vista a inteirar-se sobre a situação mais recente do sector financeiro e dos sectores inerentes daquele município.

Os convidados de honra e os representantes presentes incluíam: Director dos Serviços para os Assuntos Financeiros do Município de Zhuhai, Mu Hong, Pesquisador-Adjunto dos Serviços do Comércio do Município de Zhuhai, Shen Guilin, Vice-Director do Gabinete Municipal para os Assuntos Externos e dos Chineses Ultramarinos de Zhuhai, Zhou Song, Director dos Serviços do Comércio de Zhongshan, Lin Weiqiang, Vice-Director do Gabinete Municipal para os Assuntos Externos e dos Chineses Ultramarinos de Zhongshan, Huang Shihang, Vice-Director dos Serviços para os Assuntos Financeiros do Município de Zhongshan, Li Shusong, Director do Departamento de Promoção Económica e Comercial com os Mercados Lusófonos do IPIM, António Lei, Chefe Substituto da Divisão de Inspecção e Fiscalização Tributárias da Direcção dos Serviços de Finanças do Governo da RAEM, Hau KocIn, Técnico-Superior da Divisão de Cooperação Económica da Direcção dos Serviços de Economia do Governo da RAEM, Chan Chin Tong, Administrador e Director-Geral Adjunto da Sociedade do Fundo da Cooperação para o Desenvolvimento China-Países de Língua Portuguesa, Limitada, Song Yunsong, e o Director-Geral Adjunto do Departamento Comercial n.º 1 do Banco da China, Sucursal de Macau,  Chan Chong Keong, (na qualidade de representante da Associação de Bancos de Macau), entre outros. As entidades organizadoras estão também a estudar sobre a possibilidade de se deslocar às outras cidades integradas na Grande Baía para promover a Plataforma Sino-Lusófona e os serviços financeiros com características próprias.