A “Exposição de Produtos e Serviços dos Países de Língua Portuguesa (Macau)” (2018 PLPEX) realizar-se-á, entre 18 e 20 de Outubro, em simultâneo com a 23.ª Feira Internacional de Macau, no The Venetian Macao. Tendo como base a experiência do ano passado em que a PLPEX foi realizada, pela primeira vez, de forma independente, a área da sala de exposição da PLPEX deste ano aumentará para 6.000 m² e contará, pela primeira vez, com actividades como a “Zona de Experiência Auto-ajuda de Produtos Brasileiros (Produtos Afamados Brasileiros)” e a “Sessão de Bolsa de Contactos Alusiva a Vinhos e Produtos Alimentares dos Países de Língua Portuguesa”, entre outras, de modo a promover o papel de Macau enquanto Plataforma de Serviços para a Cooperação Comercial entre a China e os Países de Língua Portuguesa, ao mesmo tempo, expandir o “novo modelo de venda a retalho” como forma de cooperação.

A PLPEX foi realizada pela primeira vez sob a forma de “exposição a ser realizada dentro de uma exposição”, no mesmo recinto da 20.ª edição da Feira Internacional de Macau (20.ª MIF), em 2015. Tendo obtido uma experiência de crescimento ao longo de dois anos e também uma vantagem reforçada e continuada – com Macau enquanto Plataforma de Serviços para a Cooperação Comercial entre a China e os Países de Língua Portuguesa, a PLPEX passou a ser realizada independentemente, pela primeira vez, no ano passado. Na edição anterior, a exposição ocupou uma área de mais de 3.000 m² e atraiu a participação de mais de 210 instituições e empresas dos países lusófonos, usuários registados no “Portal para a Cooperação na Área Económica, Comercial e de Recursos Humanos entre a China e os Países de Língua Portuguesa”, bem como fornecedores de serviços profissionais. A exposição foi dividida em quatro zonas principais, incluindo uma zona de exposição destinada ao governo/instituições de promoção do comércio, associações e câmaras comerciais, uma zona de exposição de produtos alimentares, uma zona de exposição de produtos não-alimentares e uma zona de exposição de serviços. Além disso, no ano passado, foi realizada a PLPEX, em simultâneo com a MIF, onde foram assinados 67 contratos, durante as exposições de três dias, no centro de assinatura de protocolos, as áreas de projectos dos contratos abrangem projectos de cooperação entre governo e associação, agricultura, turismo, desporto, educação, promoção de redes, fabrico de produtos, agenciamento e reembalagem, alta e nova tecnologia, comércio de alimentos, introdução e entrada de marcas, etc. Foram realizadas mais de 389 sessões de bolsa de contactos entre os compradores presentes.

Nesta edição, a área de exposição vai ser aumentada para 6.000 m², com um crescimento de dois dígitos em relação ao último ano, para além de serem instalados mais de 300 stands. As culturas e produtos alimentares dos Países de Língua Portuguesa serão promovidas através do “Portal para a Cooperação na Área Económica, Comercial e de Recursos Humanos entre a China e os Países de Língua Portuguesa” e de outras formas de promoção online e off-line. Prevê-se que atraia empresas de oito Países de Língua Portuguesa e agentes de produtos lusófonos do Interior da China, de Hong Kong e de Macau para participar neste evento, incluindo áreas de produtos alimentares, materiais de construção, vestuário, restauração, comércio electrónico, etc.

A PLPEX desta edição lançará, pela primeira vez, a “Zona de Experiência  Auto-ajuda de Produtos Brasileiros (Produtos Afamados Brasileiros)”, que se destina à exibição das vantagens dos produtos integrados brasileiros e de uma ideia de saúde e de protecção ambiental, com vista a expandir a cooperação económica e comercial sino-brasileira. A par disso, será realizado na ocasião o “Workshop de Comércio Electrónico Transfronteiriço dos produtos dos Países de Língua Portuguesa”, por forma a ajudar os Países de Língua Portuguesa a entrar no mercado do Interior da China através de uma plataforma online. Ao mesmo tempo, serão realizadas, pela primeira vez, a “Sessão de Bolsa de Contactos Alusiva a Vinhos e Produtos Alimentares dos Países de Língua Portuguesa” e as “Actividades de Experiência de Produtos Alimentares dos Países de Língua Portuguesa”. Paralelamente, será continuamente estabelecida a “Zona Especial do Centro de Serviços Comerciais para as PMEs da China e dos Países de Língua Portuguesa”, entre outros, visando impulsionar as empresas da China e dos Países de Língua Portuguesa a “atrair investimento do exterior” e “expandir-se para o exterior”, promover a cooperação comercial e fomentar mais oportunidades de negócio. Além disso, realizar-se-ão desfiles de moda, actuações musicais e exposição de artesanatos com características próprias, etc, no local do evento.

Além disso, a PLPEX organizará várias sessões de fóruns e seminários, incluindo o “Fórum de Jovens Empresários entre a China e os Países de Língua Portuguesa”, etc, com o objectivo de ajudar os comerciantes dos Países de Língua Portuguesa a aproveitarem as oportunidades de desenvolvimento da Grande Baía Guangdong-Hong Kong-Macau e a promoverem o desenvolvimento das actividades financeiras com características próprias de Macau. Em paralelo, a entidade organizadora ainda planeia organizar uma visita de “multi-destinos” para as empresas dos Países de Língua Portuguesa, a percorrer as cidades integradas na Grande Baía, com vista a aprofundar a compreensão das políticas e oportunidades de desenvolvimento da Grande Baía Guangdong-Hong Kong-Macau .

Para mais informações, é favor contactar com o Centro de Administração e Serviços da PLPEX, através do telefone +853-2882 8711 ou e-mail: info@plpex.mo, ou consultar a página electrónica da Organização: www.plpex.mo/.

A “Exposição de Produtos e Serviços dos Países de Língua Portuguesa (Macau)”que se realizou, de forma independente, no ano passado, obteve resultados satisfatórios

A “Exposição de Produtos e Serviços dos Países de Língua Portuguesa (Macau)”que se realizou, de forma independente, no ano passado, obteve resultados satisfatórios