Realizou-se hoje (dia 14), no Salão de Conferência multi-funcional do Centro de Apoio Empresarial de Macau (MBSC, na sigla inglesa), a segunda reunião plenária da Comissão para o Desenvolvimento de Convenções e Exposições (CDCE). Nesta reunião, foi destacado o decurso ordeiro do conjunto de trabalhos de apoio em prol do desenvolvimento do sector de convenções e exposições (MICE, na sigla inglesa) de Macau, bem como a actualização do “Portal de Convenções e Exposições de Macau”, ao qual serão adicionados mapas interactivos dos recintos de convenções e exposições e informações turísticas, no sentido de disponibilizar um serviço “One-Stop” de apoio aos participantes em convenções e exposições e levar os empresários e expositores aos bairros comunitários, promovendo deste modo o desenvolvimento da diversificação adequada da economia de Macau.

A segunda reunião plenária foi presidida pelo Secretário para a Economia e Finanças Governo da RAEM, também presidente da CDCE, Dr. Leong Vai Tac. A ordem de trabalhos incluiu informações e relatórios sobre os últimos desenvolvimentos e a situação de acompanhamento da operação do “Portal de Convenções e Exposições de Macau”, da promoção da economia dos bairros comunitários através de convenções e exposições, bem como do serviço “One-Stop” de licitação e apoio a convenções e exposições.

O Dr. Leong Vai Tac concluiu na reunião que o desenvolvimento do sector MICE de Macau, que é orientado pela estratégia de conferir “prioridade às convenções”, já alcançou resultados preliminares em 2017. Ao entrar em 2018, o Governo da RAEM não se vai esquecer do princípio inicial e, com base na mesma orientação, vai continuar a impulsionar a elevação da qualidade de convenções e exposições em conjunto com todos os sectores da sociedade, com vista a acolher mais convenções e exposições profissionais e internacionais de marca no território. Por outro lado, o Governo esforçar-se-á para beneficiar as indústrias relacionadas e os estabelecimentos comerciais nos bairros comunitários com o desenvolvimento do sector MICE, de modo a dar aos residentes e às empresas de Macau uma sensação de realização mais directa e marcada, contribuindo para o aumento da versatilidade e da resiliência da cidade por meio da promoção da diversificação adequada da economia.

Por sua vez, o Presidente do Instituto de Promoção do Comércio e do Investimento de Macau (IPIM), Dr. Jackson Chang, afirmou que, como habitualmente, o organismo vai reunir o sector MICE, os serviços públicos, o sector académico, as associações profissionais, bem como a população para construirem a marca do sector MICE, de modo a que o mesmo contribua constantemente para o desenvolvimento de outras indústrias locais e a diversificação adequada da economia. Com o intuito de divulgar o sector MICE de Macau no exterior, integrar as informações relevantes existentes no território, assim como reforçar o intercâmbio entre as empresas e empresários domésticos e estrangeiros do sector, o “Portal de Convenções e Exposições de Macau”, cuja gestão e manutenção cabe ao IPIM, será actualizado. Neste processo, serão adicionados mapas de convenções e exposições interactivos e informações turísticas recorrendo à inteligência artificial, com o objectivo de proporcionar um serviço “One-Stop” de medidas de apoio aos participantes em convenções e exposições e motivar os empresários e expositores a entrarem nos bairros comunitários. Está previsto que a actualização seja concluída no segundo trimestre de 2018. Além disso, planeia-se ainda convidar a Comissão para o Desenvolvimento de Convenções e Exposições a participar em várias iniciativas de convenções e exposições locais e estrangeiras no próximo ano.

No que diz respeito ao serviço “One-Stop” de licitação e apoio a convenções e exposições, a Vogal Executiva do IPIM, Dra. Irene Vau Kwan Lau, adiantou que este ano o organismo acompanhou a realização de 19 convenções de exposições em Macau que contaram, por cada evento, o número de participantes igual ou superior a 1.000. Entre elas, quatro receberam acima de 10.000 participantes. Por outro lado, o “Estudo sobre o Plano de Desenvolvimento de Convenções e Exposições de Macau”, cuja elaboração compete ao Centro de Pesquisa de Macau, já está concluído. A versão resumida já se encontra disponível no site oficial do IPIM e no “Portal de Convenções e Exposições de Macau”. O estudo providenciará opiniões de cariz referencial e prático ao sector MICE e à sociedade de Macau.

Realizou-se a segunda reunião plenária de 2017 da Comissão para o Desenvolvimento de Convenções e Exposições

Realizou-se a segunda reunião plenária de 2017 da Comissão para o Desenvolvimento de Convenções e Exposições