Vantagens do Ambiente de Negócios e Situação de Desenvolvimento

Informações Básicas de Macau

– Macau localiza-se na costa sudeste da China, a oeste do estuário do Rio das Pérolas. A distância de 60km de Hong Kong e 145km de Hong Kong e de Guangzhou.

– Possui uma área total de 30,8 quilómetros quadrados, é composto pela península de Macau e duas ilhas, nomeadamente Taipa e Coloane.

– Segundo os anexos do Decreto do Conselho de Estado da República Popular da China n.º 665, o Governo Popular Central decide definir a área marítima da Região Administrativa Especial de Macau de 85 quilómetros quadrados.

– Até 3o trimestre de 2018, a população total atingiu 663,400.

– As línguas oficiais são o Chinês e o Português, sendo o Cantonense a língua utilizada na vida diária. O inglês é também amplamente utilizado nos sectores de negócios, turismo e de comércio.

– Macau está localizado na zona de monções sudestes, sendo quente e chuvoso no Verão, com céu limpo e seco no Outuno e frio e chuva escassa no Inverno.

-Possui instalações infraestruturais sofisticadas, as redes de transporte marítima, terrestre e aérea são bem desenvolvidas e com fácil acesso de telecomunicações e de Internet.

– Os padrões dos cuidados de sáude pública em Macau são semelhantes aos dos vários países e regiões desenvolvidos.

– A população activa no território é de 394.600 e a população empregada é de 387.600, com uma taxa de desemprego registada de 1.8%, conforme os dados no 3o trimestre de 2018.

Fonte: Direcção dos Serviços de Estatística e Censos de Macau

Posicionamento de Desenvolvimento

– Foi expressamente manifestado no 13o Plano Quinquenal do Estado, o apoio a  Macau para o desenvolvimento como Centro Mundial de Turismo e Lazer e Plataforma de Serviços para a Cooperação Comercial entre a China e os Países de Língua Portuguesa, o desenvolvimento activo da indústria de convenções e exposições,  promoção do desenvolvimento sustentável e a diversificação moderada da economia de Macau.

– A estratégia nacional “Uma Faixa, Uma Rota” providencia novas oportunidades para a cooperação económica externa de Macau e acelera o desenvolvimento da diversificação moderada da economia. Macau poderá aproveitar as vantagens de “Um País, Dois Sistemas”, bem como do seu estatuto de porto franco internacional para comércio e dos seus laços estreitos com os Países de Língua Portuguesa e de um vasto número de Chineses regressados a Macau do Ultramar (do Sudeste Asiático) para participarem no desenvolvimento da iniciativa “Uma Faixa, Uma Rota”, a fim de explorar gradualmente a sua margem de desenvolvimento.

– Com a implementação do Acordo de Estreitamento das Relações Económicas e Comerciais entre o Interior da China e Macau (CEPA) e do Protocolo do Quadro de Cooperação da Região do Pan-Delta do Rio das Pérolas, das Linhas Gerais do Planeamento para a Reforma e Desenvolvimento da Região do Delta do Rio das Pérolas, do Acordo-Quadro para o Reforço da Cooperação Guangdong-Hong Kong-Macau e Promoção da Construção da Grande Baía e do Acordo-Quadro de Cooperação entre Guangdong e Macau, será reforçada a integração económica de Macau com o Interior da China, especialmente com a região do Pan-Delta do Rio das Pérolas.

Situação Económica e Vantagens de Negócios

– Desde a transferência de soberania de Macau para a China, Macau tem registado um crescimento económico estável e tem mantido uma taxa de desemprego baixa. Nota-se um crescimento em termos do número de visitantes a Macau, bem como nas vendas de retalho e na mediana dos rendimentos dos residentes.

– Macau é reconhecido pela Organização Mundial do Comércio (WTO, na sigla inglesa) como uma das economias mais abertas do mundo, em termos de comércio e de investimento, Sendo porto franco e uma zona aduaneira autónoma, com imposto complementar de rendimentos não superior a 12%, rede internacional de marketing e laços estreitos com os Países de Língua Portuguesa, o seu papel como Plataforma de Serviços para a Cooperação Comercial entre a China e os Países de Língua Portuguesa tem tido grande reconhecimento nos últimos anos.

– Macau mantém laços económicos e comerciais com mais de 100 países e regiões do Mundo, é ainda membro de mais de 50 organizações internacionais. Os padrões das operações de negócios estão em conformidade com as práticas internacionais, sendo os procedimentos de investimento e de negócios simples e os procedimentos de constituição de empresas idênticos para investimentos locais e estrangeiros, tudo isto contribui para que Macau se torne num pólo de negócios ideal para investidores e empreendedores do Mundo Inteiro. De acordo com o índice de liberdade económica de 2018 publicado por The Wall Street Journal e Heritage Foundation, Macau ocupou o 34o lugar no total das 180 economias mundias e o 9o lugar na região da Ásia Pacífico.

Principais Indicadores Económicos

Infraestructuras

Aeroporto

O Aeroporto Internacional de Macau, localizado na Ilha da Taipa, iníciou as suas operações em Novembro de 1995. Desde então, tem-se tornado rapidamente numa ligação importante entre a região do Rio das Pérolas, uma região de mais rápido crescimento económico do Mundo, e os diversos países e regiões do Mundo. O Aeroporto Internacional de Macau funciona 24 horas por dia. Com uma pista de 11.000 pés de comprimento e equipado com um sistema de aterragem ILS CAT, construído de acordo com os padrões rigorosos da ICAO, pode aterrar voos directos e de longo curso.

Terminais Marítimos

O Terminal Marítimo de Passageiros do Porto Exterior, o Terminal Marítimo de Passageiros da Taipa e o Terminal Marítimo de Passageiros do Porto Interior disponibilizam os serviços de transporte de passageiros entre Macau e Hong Kong e entre Macau e o Interior da China.

Redes de Estradas e Pontes

Existem três pontes e uma área de aterro que ligam a península de Macau e as ilhas da Taipa e de Coloane.

Ponte Hong Kong-Zhuhai-Macau

A Ponte Hong Kong-Zhuhai-Macau entrou em funcionamento em outubro de 2018, localizada na área marítima de Lingding no Estuário do Rio das Pérolas, consiste num grande canal marítimo transfronteiriço que liga Hong Kong, Macau e Zhuhai, bem como um novo canal de ligação entre a costa oeste e a leste do Estuário do Rio das Pérolas. A ponte tem um comprimento de 55 Km, pelo que os passageiros levam apenas 30 minutos para chegar do aeroporto internacional de Hong Kong a Macau. A construção da ponte Hong Kong-Zhuhai-Macau irá facilitar o desenvolvimento industrial da região do Rio das Perólas.

Sistema de Metro Ligeiro

Ao longo dos anos do planeamento e preparativos necessários, os trabalhos da criação do sistema de Metro Ligeiro já foram iniciados. O segmento da Taipa do Metro Ligeiro tem uma extensão de 9,3 quilómetros e 11 paragens.

Comunicações

Uma gama alargada de serviços de telecomunicações encontra-se disponível incluíndo o serviço de telex internacional, telégrafo, internet, televisão satélite, e o serviço de chamadas directas internacionais (IDD) que liga a mais de 246 países e regiões.